FORÇA E LIDERANÇA


lideranca

Uma liderança eficiente é parte indispensável do sucesso de qualquer organização. Isto quer dizer que, quando um líder é capaz de mobilizar a sua equipe de maneira assertiva, inúmeros benefícios são gerados, tanto para colaboradores, quanto para a empresa como um todo.  Porém, será que todos os modelos de liderança fazem com que os melhores resultados sejam alcançados? Para os psicólogos fundadores da psicologia positiva, Christopher Peterson e Martin Seligman, existe uma forma de liderar capaz de transformar os pontos fortes de cada indivíduo em verdadeiros impulsionadores de desenvolvimento.

Baseado no estudo “VIA Classification of Character Strengths and Virtues”, responsável por classificar as principais forças e virtudes que atuam no comportamento humano, os especialistas descobriram meios para estimular as forças individuais de cada pessoa, fortalecendo-as no dia a dia. Estas competências, quando enfatizadas corretamente no ambiente corporativo, tornam-se fundamentais para o bom funcionamento organizacional e, sendo assim, necessitam ser valorizadas e desenvolvidas.

Denominando-a “Liderança Baseada em Forças”, a Gallup Consulting, referência em estudos de mercado, comprovou a eficiência deste novo modelo de gestão. De acordo com os resultados obtidos em pesquisas, descobriu-se que: líderes que não focam nas forças da sua equipe geram decréscimo de 91% no engajamento de seus colaboradores. Em contrapartida, quando investem nas forças, o envolvimento com a organização aumenta em 73%, maximizando resultados e o bem-estar.

Em outras palavras, quando um colaborador possui as suas forças instigadas, um novo mecanismo psicológico é acionado. A mente, então, começa a operar de forma diferenciada por meio de um novo caminho psicológico e neurológico, transformando o estímulo em uma nova sentença geradora de prazer e a satisfação – “sinto-me capaz de realizar esta atividade, logo, tenho vontade e capacidade para produzir e me envolver cada vez mais”.

Neste momento, inicia-se uma nova forma de exercer a liderança. Quando os funcionários são estimulados a usar suas forças, um ciclo de performance, satisfação, autoestima, energia e realização abre caminho para que sejam formados novos elos afetivos. O líder passa, então, a se tornar uma referência a ser seguida, pois valoriza a produção do seu liderado. Na outra via, o liderado transforma-se em um vetor de confiança, pois está sempre disposto a enfrentar desafios ainda mais elevados que demandam altos níveis de envolvimento.

Aprenda a exercer a liderança baseada em forças

Fomentar as forças de seus liderados é uma questão de hábito. De que forma esta competência pode ser desenvolvida? Aprenda a estimular as principais forças do seu time:

1 – Transforme a crítica em feedbacks positivos

De acordo com estudos realizados pela VIA Character, empresa especializada no mapeamento de forças e competências individuais, pessoas que possuem as suas qualidades reconhecidas conseguem desenvolver maiores índices de generosidade, produtividade e criatividade.  Deste modo, em vez de focar nos pontos negativos do seu liderado, foque nos seus pontos positivos, fazendo com que ele se sinta único naquilo que realiza para a organização.

2 – Estimule o foco em soluções

Uma recente pesquisa do Journal of Positive Psychology identificou que, ao focar nas soluções dos próprios problemas, os indivíduos conseguem utilizar as suas principais competências para elevar os seus níveis de qualidade de vida, bem-estar e esperança em relação ao futuro. Para se tornar um líder eficiente, estimule sua equipe a pensar na solução para os dilemas corporativos por meio dos questionamentos, como, por exemplo, “De que maneira você pode tentar resolver este contratempo?” “Que impacto você acha que esta solução pode trazer para o seu trabalho e para a empresa?”.

 3 – Fomente o uso das forças positivas

Quanto mais o indivíduo aplica as suas principais forças para se envolver com a sua atividade profissional, mais completos e duradouros serão o aprendizado, o envolvimento e a performance. Para ser um líder efetivo, adquira o hábito de direcionar as principais forças de cada liderado, orientando-o a participar de projetos que tenham sinergia com as suas principais habilidades.

Por: Flora Victoria 

Fundadora da Sociedade Brasileira de Coaching, presidente da SBCOACHING Training e mestre em psicologia positiva aplicada pela University of Pennsylvania (EUA). Diretora educacional das empresas do SBCOACHING Group e founding fellow do Institute of Coaching (IOC) – órgão afiliado à Harvard Medical School dedicado ao avanço do coaching -, Flora é considerada a maior especialista em psicologia positiva aplicada ao coaching do país.

Extraído do site Abilio Diniz 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s