Propaganda. Campanhas e brindes pressionam a concorrência




Propaganda. Campanhas e brindes pressionam a concorrência

Quase todos os que vão à Copa viajarão graças a promoções

Empresas no país já compraram 6.000 pacotes para clientes e funcionários

Janine Horta

Luiz Felipe Aguiar Silveira, 12, juntou dezenas de tampinhas de refrigerante. Pediu ajuda aos vizinhos em Santa Luzia, aos donos do bar e da lanchonete perto de casa. O esforço e a solidariedade valeram a pena. Ele está de malas prontas para a África do Sul, onde será um dos 18 adolescentes que vão carregar a bandeira do Brasil na abertura da Copa do Mundo, depois de ganhar uma promoção da Coca-Cola.

Luiz Felipe não estará sozinho. A maior parte dos brasileiros que irão à África do Sul para a Copa não vai pagar nada pela viagem. Quase 6.000 pacotes turísticos já foram vendidos para o segmento corporativo, ou 85% de uma cota de 7.000 pacotes liberados para o Brasil pela Fifa, segundo a Top Service Incentive Travel & Eventos, uma das sete credenciadas pela Fifa a vender pacotes para a África do Sul.

Outro que está feliz da vida é o corretor da imobiliária Lopes Raphael De Luca Zappelini, 34. Para conquistar viagem à Copa com acmpanhante, ele alcançou uma boa marca de vendas de um empreendimento da incorporadora Masb. “Era um dia normal de trabalho. Nosso gerente chegou dizendo que o sorteio já havia sido feito e que o ganhador era um de nós, entre vários que trabalharam no projeto. Mal pude acreditar quando ele apontou o dedo para mim. A ficha não caía, nunca ganhei nada”, revela.

Estratégia. Ao adquirirem presentearem clientes e funcionários com pacotes, as empresas pretendem estreitar relacionamento ou conquistar nichos de mercado que ainda estão fracos. Para o consultor de marketing Cláudio Torres, mesmo quando a companhia já tem um mercado consolidado, pacotes e brindes funcionam como pressão para a concorrência. “As grandes marcas mantém as promoções em alta para apertar ainda mais a concorrência”, afirma, lembrando que é preciso planejamento.

Brasil é o segundo em turistas
O Brasil está em segundo lugar no ranking oficial da Fifa de pacotes turísticos para empresas, ao lado dos Estados Unidos e atrás da Inglaterra, segundo levantamento da publicação especializada em propaganda e marketing “Meio & Mensagem”.
“Para decidir quantos pacotes um país poderá comprar, a Fifa avalia a capacidade hoteleira e de transporte aéreo do país sede”, afirma Gilmar Caldeira, vice-presidente da Top Service Incentive Travel & Eventos. Segundo ele, os pacotes só estão esgotados para os jogos eliminatórios.

(JH)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s