Dicas para entrevistas de EMPREGO


“Eis os requisitos da maturidade emocional: capacidade de lidar construtivamente com a realidade. Relativa imunidade contra sintomas produzidos por tensão e ansiedade. Capacidade de sublimar, de dirigir a energia hostil instintiva para canais criativos e construtivos”.
William C. Menninger, 1899-1966
Co-fundador da The Menninger Foundation
Barnett C. Helzberg, Jr., “What I learned before I sold to Warren Buffett”, 2003

O atual mercado de trabalho é extremamente seletivo, altamente competitivo e dolorosamente implacável com muitos profissionais, especialmente, com aqueles que empreendem uma transição de carreira motivada por uma demissão, não importa a sua causa ou circunstância.

Esse comportamento do mercado, apesar de muitas vezes ser considerado injusto e desumano por muitos, é plenamente justificável. Afinal, muitos profissionais não se prepararam adequada e devidamente para trabalhar na sociedade do conhecimento.

O seu despreparo é visível e, não raro, decepcionante e desolador. Quando esses profissionais são forçados a buscar novas oportunidades de trabalho no mercado, como consequência de uma demissão inesperada, ou não, comumente se deparam com os mais inesperados e frustrantes comentários e objeções ao seu histórico curricular:

>> As suas qualificações pessoais, profissionais e acadêmicas estão bem acima ou bem abaixo das exigências feitas pela nossa empresa. Portanto, não podemos contratá-lo nesse instante. No futuro, se tivermos algo compatível com a sua experiência e interesse, voltaremos a lhe procurar.

>> Você tem pulado muito de emprego nos últimos anos. Ao analisar o seu currículo, o entrevistador percebe que você não permanece nas empresas mais do que dezoito meses. Esse é um péssimo sinal – você é um “job-hopper”. Nesse caso, você denotará para seu empregador em potencial um profissional instável, de relacionamento pessoal difícil, politicamente inábil ou, até mesmo, incompetente.

>> Você foi demitido após uma longa ou curta permanência na mesma empresa. Se você é tão bom como alardeia em seu currículo, por que a empresa não o manteve em seus quadros em momento de tamanha escassez de bons profissionais no mercado de trabalho? Não é incoerente o seu discurso?

>> Você abandonou o mundo corporativo para empreender seu próprio negócio. Vejo que você após dez anos de vida empreendedora deseja voltar ao mercado de trabalho como empregado. O que deu errado?

>> Inúmeras empresas em seu segmento mercadológico têm sérias objeções ao seu nome e conduta profissional. Essa observação é demolidora e é capaz de nocautear o mais seguro dos profissionais.

Sim, o mercado está cheio de armadilhas. Ele é como um mar coberto de tubarões, onde sobrevivem apenas os mais fortes. Portanto, se você não souber detectá-las com inteligência, bom senso, sabedoria e equilíbrio emocional, fatalmente será devorado. Pense sobre o que isso significa para você, o futuro de sua carreira e o de sua família.

Caro leitor, sugiro que você tome as seguintes providências, a fim de manter a sua integridade psíquica-emocional e intelectual quando confrontado com essas objeções em sua trajetória profissional:

>> Estude cuidadosamente seu histórico e veja se ele é passível de uma ou mais dessas objeções. Quanto mais rápida for a identificação dessas ou de outras objeções, melhor para você. Afinal, você terá mais tempo para preparar respostas bem elaboradas, verdadeiras e convincentes. A melhor política, qualquer que seja a circunstancia, é a verdade.

>> Compreenda a causa primária das objeções ao seu currículo. Lembre-se que você jamais será capaz de responder a uma objeção com sabedoria sem antes saber a sua verdadeira causa. A não observação desse princípio poderá lhe colocar em situação extremamente embaraçosa. Portanto, reflita sobre as palavras sábias do intelectual judeu, Salomão que afirmou: “Responder antes de ouvir, estultícia é, e vergonha”; e, mais uma vez, prepare-se adequadamente para responder as objeções feitas ao seu histórico curricular antes mesmo de ser surpreendido por elas.

>> Questione com inteligência o entrevistador sobre as suas objeções ao seu currículo e, então, clara e objetivamente contra argumente.

>> Nunca se deixe dominar pelas circunstâncias, pelos eventos, pelas pessoas ou pelas suas palavras – elas podem estar distorcidas, cobertas de preconceitos e inverdades, etc. Nesse instante, deve prevalecer o equilíbrio emocional e a sabedoria pessoal em tudo que você fala.

>> Nunca perca o foco de sua campanha e trabalho – a conquista de nova posição. As distrações, se pequenas ou grandes, poderão fazê-lo desperdiçar inúmeras e valiosas oportunidades de trabalho. Portanto, invista em sua postura, imagem, conhecimento, marca pessoal, relacionamento e reputação. Aqui são próprias as palavras de Mark Twain, citadas por Jack Canfield, Mark Victor Hansen e Les Hewitt, no livro, “The Power of Focus”, 2000, “O poder milagroso que enobrece uma minoria é encontrado na operosidade, aplicação e perseverança, sob inspiração de um espírito valente e resoluto”.

Caro leitor, o mundo das corporações pertence àqueles que destemida e valentemente sabem o que querem da vida e da carreira, e se posicionam como tal. Eles procuram diária e noturnamente os espaços vazios e quando não os encontram, eles os criam. Eles são os empreendedores que movimentam as organizações e as tiram de sua zona de conforto. Eles são os verdadeiros revolucionários da vida e da sociedade moderna.

Se você deseja fazer parte desse seleto e valioso grupo de pessoas bem-sucedidas, prepare-se diariamente para confrontar a adversidade, o pessimismo e os pessimistas, a complacência e a desmotivação, o lugar comum e a obscuridade.

LEIA TAMBÉM:
Aproveite o aquecimento do mercado para buscar um novo emprego
Prestar atenção aos trajes é sinal de boa educação; veja as dicas para não errar
Não transfira suas responsabilidades; assumir falhas é fundamental

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s